domingo, maio 20, 2012

Não-lugares


Um livro feito no algarve mas extrapolável. Patrícia Almeida entrega-nos um estereótipo já mastigado e catalogado e que  David-Alexandre Guéniot brilhantemente define como uma representação "de uma cultura popular low cost, autoficções de glam proletário". O livro é uma edição de autora e pode ser adquirido aqui.

Sem comentários: