domingo, março 04, 2012

Seu nome era Maria

"Gosto muito mas sempre que como feijão preto fico com o coração triste"

Ao que parece, este dito provinha da mãe da minha avó materna (bisavó materna?) sempre que se deliciava com um prato de feijão preto (nome antigo do feijão frade).

Sem comentários: