domingo, janeiro 08, 2012

Hoje sinto-me pessimista

Parece que foi encontrada uma última entrevista dada por Pier Paolo Pasolini. Compara o consumismo ao nazismo pela foram como manipula e violenta os corpos. Fala como essa industrialização ruiu a cultura de campesinato católico italiano. Que os extremistas fazem explodir bombas de dia mas que há noite se deixam inebriar pela tv. Acha ainda que, enquanto o fascismo é totalitário, o consumismo é totalizante (dá o exemplo dos dialectos, resistentes ao fascismo).

Como escreveu Marcuse, sem memória não há utopia e nunca um regime, como o regime capitalista, destruiu tanto a memória. Estará tudo terminado quando a arte perecer.

Pasolini morreu em 1975. Os bons morrem cedo.

Sem comentários: