domingo, outubro 02, 2011

Dos tipos de analistas

O Público lançou um desafio ao Rui Tavares e ao Pedro Lomba para uma análise política da Europa de 2025 (podem ler no Público de hoje). O Rui mantém a sua clareza e acutilância e escreve um texto para reflexão. O Pedro Lomba relembrou-me porque passo à frente sem ler os seus artigos na imprensa nacional; opta por mandar uma espécie de análise-romance imperfeita em qualquer dos pontos de vista. Como análise é pobre não sendo mais que um exercício de futurologia insípida. Como romance é apenas uma concentração de chavões empoleirados como legos.

Nota: ainda não esqueci a trapalhada do Rui Tavares no parlamento europeu, mas tenho de dar a mão à palmatória de que sabe fazer boas análises críticas. Vala-lhe sempre isso.

Sem comentários: