domingo, outubro 23, 2011

Das classes no/do poder

Um bom post, baseado naquilo que são factos, e que poderia ser dedicado a todos aqueles que querem fazer crer que as classes não existem, que são um condimento marxista.

sexta-feira, outubro 21, 2011

Do 'edge of failure'

Standard & Poor´s pode baixar triplo-A da França e pôr Portugal na categoria de “lixo”
Se isto acontecer espero que o Passos tire as consequências; isto pode ter começado com o Sócrates (e Santana, e Durão, e Cavaco), mas, a acontecer, esta descida de rating para lixo é reflexo das medidas entretanto tomadas.

Do nojo

Para quem está contente com a forma como o ditador líbio foi morto e exposto (falar em captura é que é cinismo) apenas posso sentir profundo desprezo. Não se fez justiça e acirraram-se posições.

Da ETA

Espero que o cessar-fogo e o abandono de armas proclamado pela ETA não impeça a investigação e julgamento dos actos criminosos desta organização. Que aqueles que lutam diariamente e bem por trazer à luz do presente os assassinatos do franquismo (à rebelia dos direitistas, mesmo daqueles que proclamam o tradicionalismo) também apoiem o perpetuar destas tristes memórias para que não mais se repita.

quarta-feira, outubro 05, 2011

Portugal suicidado

Sobre a felicidade das oportunidades do capitalismo: aqui.

domingo, outubro 02, 2011

Aviso à navegaçao

As pessoas que referem AJJardim como socialista ou têm má fé ou não sabem do que falam. Essas mesmas pessoas não podem queixar-se de que o termo neo-liberal seja usado erroneamente.

Dos tipos de analistas

O Público lançou um desafio ao Rui Tavares e ao Pedro Lomba para uma análise política da Europa de 2025 (podem ler no Público de hoje). O Rui mantém a sua clareza e acutilância e escreve um texto para reflexão. O Pedro Lomba relembrou-me porque passo à frente sem ler os seus artigos na imprensa nacional; opta por mandar uma espécie de análise-romance imperfeita em qualquer dos pontos de vista. Como análise é pobre não sendo mais que um exercício de futurologia insípida. Como romance é apenas uma concentração de chavões empoleirados como legos.

Nota: ainda não esqueci a trapalhada do Rui Tavares no parlamento europeu, mas tenho de dar a mão à palmatória de que sabe fazer boas análises críticas. Vala-lhe sempre isso.