domingo, abril 24, 2011

Tristeza

Aparece una pintada a favor de los presos de ETA en el 'Peine del Viento'

Conheci Chillida ao mesmo tempo que fui descobrindo o País Basco. Pude maravilhar-me com as suas obras no jardim do seu museu. Agrada-me que se tenha proposto a moldar o espaço e que o tenha conseguido em várias escalas, principalmente os seus monumentos que criou como de um Hefesto se tratasse. O vazio ganha forma nas suas obras e, porque nos horroriza, passa a estar habitado das nossas projecções. O conjunto “Peine del Viento”, instalado num dos extremos da baía de Donostia-San Sebastián, é a sua obra mais emblemática e a que eu consideraria mais “vasca”.

A notícia acima apenas me pode deixar uma profunda tristeza, não só pelo acto de vandalismo em si, mas por pedir a libertação daqueles que responderam em forma de violência à violência do centralismo dos reyes españoles


Chillida frente à sua obra “Peine del Viento”, instalada em Donostia-San Sebastián

Sem comentários: