quarta-feira, março 30, 2011

Das oligarquias

As agências internacionais que atribuem os ratings às empresas e aos países andam com a reputação por baixo. Desde o final de 2008, quando eclodiu a crise financeira e se verificou que muitos dos bancos que estavam à beira da bancarrota tinham classificações triplo A (três A, a classificação mais alta atribuÍda por essas companhias). Mas isso não se reflecte nos salários que os seus executivos auferem. Pelo contrário. Na Moody"s, presidente e administradores tiveram direito, em 2010, a remunerações que, nalguns casos, são 69 por cento superiores às do ano anterior. (aqui)

Das duas uma: ou foram bonificados por terem atingido algum objectivo latente ou a meritocracia tão querida de muitos tem umas arestas a limar. A característica determinante de uma oligarquia é a cpacidade e vontade de se auto-sustentar. A deste senhores tem a grande vantagem histórica da camuflagem permitida por uma abordagem pragmática à ética (eufemismo de filha-da-puta).


imagem daqui

Sem comentários: