segunda-feira, agosto 30, 2010

Da resposta

Ao cuidado do Francisco: Os beneficios sociais estimulam o desemprego?

4 comentários:

Anónimo disse...

Os benefícios sociais estimulam a paz social e a justiça social. A expressão "segurança social" diz tudo. Eu ao descontar para a segurança social sei que se tiver algum azar, terei protecção social e acesso a cuidados de saúde.
Acho também que os benefícios sociais devem ser bem fiscalizados para não se tornarem fonte de conflitos sociais, que trazem desmotivação e mau estar social. Um criminoso não pode receber apoio nenhum do estado, um tipo desempregado não pode recusar trabalho (que esteja conforme as suas habilitações académicas/experiência profissional. Acho também que há muita confusão entre rendimento mínimo e fundo de desemprego, duas coisas completamente distintas.

FFerreira

alexandre disse...

Eu nao consigo conceber um ser humano que queira e goste de viver baseado no rendimento minimo ou fundo de desemprego. Ate parece que voces na direita, ao falarem destas coisas, estao a sugerir que o bem bom e' o rendimento minimo e o fundo de desemprego. Como se eu ou o meu pai, por exemplo, estariamos melhor na vida, se em vez de salarios que remuneram o nosso trabalho, recebesse-mos esse tao bom e gratificante rendimento minimo ou fundo de desemprego.
Aquilo são quantias miseráveis.
Para mais, nao me vou desenvolver sobre o abate ao ego que deve ser não ter um emprego.

Francisco Ferreira disse...

Alexandre,
Experimenta ir à segurança social e ouvir algumas conversas de quem lá está à espera. O problema aqui são as generalizações, há gente boa e má em todos os quadrantes. Eu acredito que a grande maioria dos desempregados gostaria de estar a trabalhar e a ser produtivo. Eu já estive desempregado e não é nada fácil. Mas sei que há gente preguiçosa e sem qualquer tipo de formação profissional que enquanto puder viver à conta vai viver. Não percebo o histerismo com a fiscalização do rendimento mínimo.

alexandre disse...

Nao ponhas palavras na minha boca. Nao ha histerismo com a fiscalizacao, ela e' semrpe bem vinda. O teu campo politico prefere sempre acabar com as politicas para poupar na fiscalizacao. A meu ver pq a fiscalizacao nao e' muito bem vinda por parte dos criminosos que por la andam. Interessante percebendo que voces se dizem encontrar cada vez mais "neo-liberais" no que toca 'a liberdade das empresas e o fim do papel do Estado. Se houver histerismo e' quando o discurso desse lado defender acabar com o rendimento minimo.