sábado, junho 05, 2010

Dos falcões israelitas

Em relação à invasão do barco humanitário por elementos das forças armadas israelitas tenho cá para comigo que Israel demonstrou claramente as suas fraquezas. Países com um elevado nível de militarização e consequente baixa liberdade civil terão sempre de ocupar os seus falcões. Há sempre alguém pronto a dar a ordem que vai soltar os cães raivosos, apetrechados de alta tecnologia para a morte.

Não vou dizer que no barco apenas estavam inocentes. Não estavam. Mas a desproporção de meio utilizados é obscena. Pornográfica. Risível de ridículo (como os textos da Helena Matos e César das Neves).

Aos que se permitem a vergonha de estar com Israel NESTE episódio, aos que confundem defesa com subjugação, aos que não conseguem ver os vários lados do conflito, tenho pena e alguma vergonha.

Só uma pequena nota, quem colocou o Hamas no poder foram os falcões israelitas. Uns atraem os outros. Quem se lixa será sempre o povo de um e outro lado.

Sem comentários: