domingo, maio 02, 2010

Da dívida pública

Portugal viu o seu rating da Standard & Poor’s descer dois níveis na sua escala, de A+ para A- devido ao medo de incumprimento no pagamento da dívida. O meu economês sendo fraco andou atento nos últimos dias e aparentemente a dívida pública em termos percentuais do PIB parece ser o termo para qual todos olham. Então descobri que a CIA (não percebo a relação) já me fez a papinha toda ao criar uma lista ordenada das maiores dívidas públicas em percentagem do PIB (referente a 2009). Segue então algumas entradas iteressantes:
2 – Japão: 192%
6 – Singapura: 118% – o éden para os nossos liberais
7 – Itália: 115% – a atravessar uma crise política com a coligação no poder a desmembrar-se; rating da S&P: A+
8 – Grécia: 113% – a fonte de todo o mal
10 – Bélgica: 99% – o governo cai mais uma vez numa crise política prolongada e eventual fragmentação do país; rating da S&P: AA+
11 – Iceland: 95% – outra fonte de todo o mal
18 – Alemanha: 77% – look who’s next
19 – Portugal: 75% – hum

Confesso que fico um pouco perdido a não ser que estas análises sejam pouco objectivas.

De qualquer modo já se sabe quem vai acabar por pagar este nervosismo do gene-capital (mais do que deus-mercado): os fracos da cadeia. Observem o poder sintético destas duas notícias:

TGV: “Eu sigo o meu plano e sou fiel a ele”, diz Sócrates

Sócrates admite não saber o impacto da redução do subsídio de desemprego

Sem comentários: