sábado, março 27, 2010

Dia Internacional do Teatro - ou o dia em que vou às putas

Estou a escrever no dia 27 de Março - dia Internacional do Teatro - sobre esse dia. Podia escrever linhas e linhas a explicar porque o teatro é uma arte mestra e fina, mas não me encontro para aí virado. Eu gosto muito de teatro, vou ao teatro sempre que posso e hoje até já fui ver um espectáculo dirigido por Paul Zaloom ali num teatro perto de mim. Havia uma coisinha no meu sub-consciente que não me deixava ficar descansado no dia de hoje sem entrar num teatro.
Eu nutro um grande amor pelo teatro, mas nada faço por ele. Na realidade, acho que trato o teatro como uma puta. Vou lá, pago o dinheiro, tiro satisfação e depois ponho-me a andar para a minha rica vidinha. Não vou fazer juízos de valor, mas não me consigo sentir bem com essa minha conduta.

Fica aqui isto:

2 comentários:

Daniela Pamplona disse...

Não se espera outra coisa de um espectador: ir, pagar, ver e comentar.

Cumpres o teu dever, melhor que muitos outros (quase todos), que apenas esperam pelo bilhete de borla ou a promoção de uma camara qualquer.

nuno vieira matos disse...

Mas ele pode fazer mais pelo teatro...