segunda-feira, fevereiro 01, 2010

Do Mário Crespo

Não querendo ser chato mas esta história do Mário Crespo tem arestas a limar. A blogosfera insurge-se contra Sócrates com base em:

  • Declarações do Mário Crespo
  • Baseadas num(a) amigo(a) que não identifica
  • Entre Sócrates, Pedro Silva Pereira, Jorge Lacão e um executivo da televisão privada que não identifica
  • Num texto publicado no site do Instituto Sá Carneiro
  • Recusado pelo JN com a justificação de que se trata de “um relato de um acontecimento não confirmado e que não tinha contraditório”.

Quando o Mário Crespo resolver este problema de referências e provar o que diz então serei o primeiro a sair à rua pedindo a demissão do PM e condenação nos tribunais. Até lá, segue a palhaçada. Se Mário Crespo fizesse isto nos EUA que tanto ama já teria um processo a decorrer nos tribunais.

Nota: não sou um Abrantes mas gosto de actos consequentes. 

Sem comentários: