segunda-feira, dezembro 07, 2009

Parabéns Bochechas


Retirado daqui:
Porque é que a direita reclama a vitória do 25 de Novembro? Só vejo lá pessoas de esquerda, o senhor, Melo Antunes, Vasco Lourenço...

Pois claro. A direita só contou em Braga. Foi o PS que organizou todas as manifestações. A direita andava fugida, silenciosa e alguns iam às nossas manifestações. Vi lá pessoas de extrema-direita que eu conhecia, de punho erguido a dizer: "PS, PS!". E há outra coisa muito importante no 25 de Novembro: a neutralidade do Otelo. O Otelo nunca gostou dos comunistas, mas era esquerdista e era manipulado por aquele grupo da Isabel do Carmo e do Carlos Antunes. Mas era uma pessoa que tinha um certo bom senso, ao contrário do que dizem. Tanto que, uma vez, num comício que nós fizemos no dia 2 de Maio de 1975, que foi a nossa arrancada para a rua, depois de não nos terem deixado entrar no estádio 1.o de Maio e nos expulsaram da tribuna, ao Zenha e a mim, apesar de ambos sermos ministros do Governo... Nessa altura, houve alguém que começou a gritar: "A foice e o martelo na cabeça do Otelo!" Eu fiquei incomodado. Estava na janela da sede do Partido (hoje FAUL) a discursar quando eles começaram a berrar esse slogan. E eu disse: "Camaradas, não se enganem de direcção! O Otelo é um epifenómeno, não é nosso inimigo!" Nunca foi, de resto.

Sem comentários: