quinta-feira, outubro 29, 2009

Quando um livro começa assim…

“ouve-me
que o dia te seja limpo e
a cada esquina de luz possas recolher
alimento suficiente para a tua morte”*

…eu mando tudo o resto à merda e agarro-me ao que vem a seguir.

*Primeira quadra do primeiro poema, ‘recado’, do livro ‘horto de incêndio’ de Al Berto.

Sem comentários: