quinta-feira, outubro 15, 2009

Do sistema de saúde dos EUA (III)

Deste post no Insurgente surge nos comentários uma discussão que vai abarcar os sistemas nacionais de saúde (SNS). Como sempre, o SNS  dos EUA surge, aos olhos da direita liberal, como exemplo a seguir pela cambada de socialistas deste lado do Atlântico. Com base em quê? Nisto. OK. Pegarei nesses mesmo dados (que aliás, podem ser descarregado em formato de excel aqui) e farei uma análise muito simples dos mesmos.

Da Eficiência

Os gráficos seguintes são medidas da eficiência de um SNS uma vez que se relacionam com a mortalidade.  De notar que exclui a mortaldiade relacionada com cancros uma vez que tem uma forte influência genética (não se preocupem, a sua inclusão apenas pioraria a prestação dos EUA).

  • O primeiro gráfico mostra a esperança média de vida; EUA na segunda metade.
  • O segundo gráfico mostra a taxa de mortalidade infantil; EUA apenas melhor que Rep. Eslovaca, México e Turquia .
  • O terceiro gráfico mostras várias causas de mortalidade e o respectivo Total (o gráfico está ordenado por este último parâmetro); EUA no meio da tabela.

image

image

image

Os EUA estão longe de ter o SNS mais eficiente, isto apesar de ter a despesa mais elevada per capita e com a maior incidência do sector privado. Explica-se não pelos recursos tecnológicos mas, aparentemente, pelo deficiente grau de cobertura.

Ora, isto tem de querer dizer alguma coisa, certo?

Sem comentários: