domingo, abril 12, 2009

Se estivesse em Portugal e arredores, ia ver



Mesmo se não estivesse em Lisboa, aproveitaria o 25 de Abril ou o Primeiro de Maio para ir ver esta peça depois da marcha pela Avenida da Liberdade ou pela Almirante Reis e festejava um dos mais importantes feriados de Portugal em grande.
Lembro-me de ver os primeiros estádios embrionários do projecto desta obra há uns 6 ou 7 anos atrás. Nada sei do que é agora, mas naquela altura prometia ser uma peça cheia de pica. Eu ia ver se conseguisse. Recomendo vivamente.

1 comentário:

Nuno Vieira Matos disse...

Acho que vou seguir a tua sugestão!