quarta-feira, dezembro 10, 2008

Obama - uma Lição de Liderança Sustentável


Os tempos de crise que aí se encontram à porta são tempos que favorecem a divisão na sociedade. A meu ver, Obama sabe isso pois a História das crises recentes mostra que a Liderança e o Exercício do Poder nesses tempos funcionam muito bem segundo uma lógica de se dividir a sociedade entre os culpados pela crise e os que podem contribuir para a resolver. Todos os regimes totalitários e muitos dos líderes eleitos democraticamente ascenderam ao poder partindo a sociedade em dois e prometendo que uma das partes pagaria pela crise. Os Republicanos tentaram fazer isso por exemplo.

Mas Obama, mesmo sabendo que teria mais apoio popular e mediático se abdicasse da nata política da Administração Clinton, optou por unir a sociedade, escolher rivais e adversários, ir mesmo à Direita de Centro. Isso revela a sua enorme segurança como líder em exercer este acto de risco. Obama é um Social Democrata? Por enquanto parece ser. Para mim é interessante nunca ter ouvido uma estratégia clara da boca de Obama, ou da boca de Sócrates em Portugal. Sim, a gente pode, mas pode o quê? No entanto, Obama ganha ao não ser um Sócrates que divide a Sociedade entre os Comunas dos Professores e afins no Bloco de Esquerda, o PSD que levou Portugal ao fundo e o PS salvador da Pátria. Tenta ser uma Thatcher ao demonizar os funcionários públicos e os Sindicatos, e faz política sem transparência, usando-se de elites corruptas que acaba por favorecer injustamente com o prejuízo de Portugal.

Sem comentários: