sexta-feira, março 21, 2008

Fotografia: Série sobre o Monstro

Esta é a história de todos os Quasimodos, seres disformes que vivem nos espaços deixados pelos outros e que, com curiosidade ansiosa, observam a sua passagem. Neste turbilhão de registos visuais podem encontrar... perdão, podem confrontar-se com Esmeralda. Esmeralda vive nos interstícios dos espaços dos outros. Esmeralda é graciosa e tem jeitos de anca que Quasimodo não percebe mas que lhe agradam. Quasimodo sente um rubor que lhe estava vetado desde os tempos de adolescência e que era repelido através de actos mecânicos mais ou menos furiosos. Esmeralda é um evento destinado a morrer. Quasimodo recupera o seu corpo, sepulta-o numa moldura e vence a sua própria morte.

Nuno Vieira Matos, Madrid, 2007

Nuno Vieira Matos, Madrid, 2007

Nuno Vieira Matos, Madrid, 2007


Sem comentários: