sábado, novembro 17, 2007

Carta Póstuma de Ljubljana para Faro

O nosso casamento.

Desculpa não ter estado à altura,
Desculpa não ter arranjado por esses lados uma rede social interessante para te apresentar,
Desculpa não ter tido dinheiro para pagar uma empregada,
Desculpa não ter tido dinheiro ou influência para ter comprado um carro mais cedo,
Desculpa ter a pila torta,
Desculpa ter-te feito correcções ao teu modo de fazer comida,
Desculpa por ser intelectualmente e profissionalmente um falhanço,
Desculpa não te ter brindado com muitos mais presentes, supresas e carinhos,
Desculpa por ter contribuído para a tua vida com banalidades,
Desculpa as discussões,
Desculpa não te ter levado mais vezes a jantar fora,
Desculpa não te ter estimulado a felicidade,
Desculpa os mal entendidos,
Desculpa a presunção,
Desculpa ter-me enfiado num trabalho que me chupou o tempo que devia ter sido dedicado a amar-te e para as férias contigo no Brasil,
Desculpa ter estado sempre na tua mão até ter perdido valor,
Desculpa a falta de orgulho,
Desculpa ser um palhaço facilitista e preguiçoso,
Desculpa a falta de paciência,
Desculpa não ser o macho alfa dos teus sonhos com mulheres de fora da tua cabeça a invejarem-te,
Desculpa esta fragilidade que me torna num ser ainda mais repelente.

Nunca tive más intenções em relação a ti, mas de boas intenções está a minha vida cheia, nao é?

Desculpa ter sido um mau amante.

O dia mais feliz da minha vida foi o do nosso casamento.
Em Ljubljana chove, consegui decifrar uma seca em Portugal em letras garrafais num jornal deitado fora com uma imagem de um homem do campo a chorar...

Sem comentários: