quinta-feira, abril 26, 2007

Recebi este texto de uma mailing list a que pertenço, nada li nos jornais sobre isto...

Relato que recebi, de uma amiga minha, sobre o desenlace repressivo da manif antifascista de ontem:
Ontem a polícia de intervenção espancou muitos jovens que se manifestavam contra o fascismo.
Ontem vi uma amiga a ser espancada à minha frente e não pude fazer nada.
Ontem, dia da liberdade, fomos agredidos e ameaçados porque lutamos contra as manifestações nazis e fascistas, contra o museu do salazar e porque queremos igualdade para tod@s.

Só consegui tirar duas fotos... depois fui ameaçada de porrada e de ficarem com a minha máquina fotográfica. Refugiei-me numa loja indiana (a que vende lenços no final da rua do Carmo com o rossio) e um polícia ficou a vigiar-me para não tirar fotos enquanto via um fotógrafo a ser espancado e a ser roubado o seu equipamento fotográfico por ter tirado fotos aos jovens a serem espancados.

Depois de um anormal ter lançado o tal verylight a polícia bateu em tod@s que encontrou pelo caminho...sem justificação com uma violência brutal. A manif era de pessoas que estão contra o capitalismo e o fascismo...pessoas pacíficas que lutam pela igualdade e que levaram porrada sem nada terem feito...

Tenho amigos que tiraram fotografias, filmaram, que foram espancados e dois colegas da faculdade que foram detidos e que tiveram de receber tratamento hospitalar devido à porrada que levaram da polícia.

Ontem no dia da liberdade o chiado encheu-se de sangue e não houve um único jornalista que tivesse tido a coragem para denunciar esta violência.

Ontem ficou comprovado que a liberdade de expressão é só para alguns...para aqueles que têm dinheiro para outdoors e museus...

Uma profunda tristeza.........

12 comentários:

Francisco Ferreira disse...

Realmente, os polícias ainda pecaram foi por defeito, deviam ter usado cães. Esta gentinha é igual aos criminosos da extrema direita.

http://ffcferreira.blogspot.com/2007/04/vagabundos.html

alexandre disse...

A diferenca entre esta extrema esquerda e a extrema direita a que te referes e' a seguinte:

-esta extrema esquerda fuma ganzas ou consome coisas piores, grafita as paredes, vive nas franjas da sociedade, interpreta mal e porcamente autores de filosofias de esquerda ou anarquistas, nao toma banho, vem de familias disfuncionais ricas ou pobres, e em 100 deve haver um anormal que quer brincar a revolucao de cocktail na mao, que se aprende a fazer na net. Na generalidade estao muito mal organizados e a larga maioria so quer paz e amor, tirando uns quantos delinquents que querem brincar ao Che Guevara sem saberem bem quem ele foi. Eu se brincasse ao Che Guevara primeiro tirava um curso de medicina e depois ia curar leprosos, so entao e’ que pensava na revolucao.

-a extrema direita a que te referes e dizes ser mais justificavel e’ a responsavel por maior parte do crime organizado a volta do trafico ilegal de armas de fogo neste pai’s. Ha uns anos um relatorio do SIS saiu involuntariamente para a comunicacao social sobre o trafico illegal de armas. Como ja estava na comunicacao social, a assembleia da republica decidiu requerer tb esse relatorio. Nele estava bem claro a ligacao directa entre o crime organizado de trafico de armas e a extrema direita. Estas prisoes de membros da extrema direita que foram feitas pela PJ foram o resultado de anos de investigacao e em nada tiveram a ver com a eleicao do Salazar ou com o cartaz no Marques.

Uns pintam paredes e possuem um ou outro jovem mais maluco que usa foguetes, outros querem fazer milicias organizadas para implementarem a violencia e o estado de terror que ideologicamente defendem.

Eu sou a favor da liberdade de expressao e do livre debate de ideias.
Agora, desculpa se te ofendo, mas eu acho que os criminosos devem ser julgados e castigados de acordo com a gravidade do crime cometido e depois de provada a sua culpa.
Nos paises civilizados, o tipo de crimes praticados por estes nazis e’ muito mais grave do que os crimes praticados por estes anarquistas e cada tipo de crime e’ punido de maneira diferente.

alexandre disse...

Ja agora, quem causa disturbios e' que deve ser punido, nao quem por azar se encontra ao lado do criminoso ou outro bode expiatorio.
E eu nao sabia que tirar fotos era crime. Insultar verbalmente a autoridade, va la, ainda percebo quem ache que isso e' crime, mas tirar fotos a' autoridade na via publica? Se fosse na intimidade de um policia, tudo bem, mas na via publica?

Francisco Ferreira disse...

Bom dia.

"Esta gentinha é igual aos criminosos da extrema direita."

1. Eu nunca disse que a extrema direita era justificável.

2. Como sabes, esta gente provoca conflitos de propósito, para depois escrever aqueles textos delico-doces a lembrar que são uns coitados. De certeza que a polícia só actuou depois de muita provocação. Cambada de putos mimados.
3. Eu só pergunto, o que é que eles fazem pelo país no dia a dia? Será que pagam impostos, será que fazem algo de útil?
4. Nós divergimos, mas sempre conseguimos falar bem um com o outro, achas que é possível manter uma conversa com estes anormais?

Samir Machel disse...

Se ao Francisco Ferreira nem me vou dar ao trabalho de responder, já ao Alexandre sugiro estes dois textos (e talvez menos preconceitos):

http://obitoque.blogspot.com/2007/04/louro-de-bico-dourado.html

http://obitoque.blogspot.com/2007/04/fotos-exclusivas-da-manifestao-do-25-de.html

Nao é admissível que por uma pintada na parede se lance uma carga policial indiscriminada. Sei de tres amigos que levaram pontapes na cabeca (um no rapaz, outro numa rapariga), mais cacetadas noutra rapariga, e eles nem estavam com os manifestantes.

Inadmissível!

alexandre disse...

Samir, nao me leves a mal. Se ha uma coisa que me esta sempre a acontecer e' a ser criticado pela esquerda extrema anarquista e pela direita em geral. Mas se eu estivesse em Lisboa teria ido aquela manifmas sem cocktails, latas de tinta ou foguetes.
Eu sei que a policia de intervencao funciona muito mal, nao tem olhos nem cerebro, atacam em frente e levam tudo que vem a frente, seja culpado ou nao.
Eu acho que os manifestantes nao deviam ter levado porrada, quanto mais as pessoas que nao estavam na manif.
Acredita que eu sei o que e' estar a ver uma manifestacao ou a passar ao lado de uma, e mesmo participar e depois levar porrada. Mas isso nada interessa.
A policia devia agir de outra maneira.
Eu acho que a policia devia olhar para as pessoas, vigiar e nao atacar descerebradamente. No caso de se ver um manifestante a cometer um crime a policia deve agir sobre esse manifestante.
Segundo parece pela literatura fornecida, o no de manifestantes a cometerem crimes era residual.
Para alem disso, a multa ou castigo deve ser proporcional ao crime. Pintar paredes e' punivel por lei mas e' com uma multa e nao com tortura e prisao. As pessoas deviam ter sido identificadas e depois multadas.
Agora, enviar um vary-light a policia e' pedir porrada porque isso ja e' agressao e quem vai a guerra da e leva. Mas se a policia nao identificar quem foi, nao deve agredir inocentes num acto de vinganca infantil, mas sim ter os olhos mais abertos para a proxima
Eu sei que a manif era plural e que o numero de vandalos era residual, e' sempre neste tipo de manifs.
Acho que a policia de intervencao deve mudar em geral o seu modo de accao e isso deve ser debatido e pensado pela sociedade. Isto ja aconteceu mts vezes no passado e nao pode voltar a acontecer.
Tb acho que ao contrario de extrema direita, esta extrema esquerda nao representa perigo nenhum para a sociedade.
Acabo com referencia a esta letra de uma musica de mao morta.

Francisco Ferreira disse...

Grande música, Alexandre, também gosto muito de mão morta.

Caro Samora
Ainda ninguém disse, se os maifestantes tiveram ordem de dispersão, eu ouvi dizer que sim. Deve ter sido uma surpresa, terem levados uns açoites depois da polícia os mandar dispersar... Faço-te uma pergunta simples, se visses uma pessoa na manifestação a mandar um very light à polícia, o que farias?
Não te esqueças que quem cala consente.

P.S. - "Sei de tres amigos que levaram pontapes na cabeca (um no rapaz, outro numa rapariga"

Acho que falta uma pessoa algures... :-)))))

João disse...

Francisco Ferreira: apesar de eu ter apenas 25 anos, provavelmente pago mais em impostos do que você recebe de ordenado.

Juntei-me a esta manifestação bonita, na qual estavam a brincar crianças e a dançar ao som de sérgio godinho na praça camões, minutos antes da carga.

As mensagens que se liam, de vários grupos ecologistas, ambientalistas, pacifistas, comunistas e anarquistas eram de repúdio ao racismo.

Lia-se "racismo é ignorância, a nossa pátria é o mundo inteiro" nas suas faixas.

A intervenção policial não foi de forma nenhuma provocada por distúrbios. A polícia, cujo dever é de manter a ordem pública, perturbou-a de forma brutal, com violência indiscriminada. Não vale a pena ir buscar estereotipos sobre anarquistas ao cofre. Estariam numa manifestação de 200 pessoas, numa rua com dezenas de transeuntes e turistas, cerca de 10 ou 15 pessoas identificadas como anarquistas. Vi transeuntes e gente que acompanhou a manifestação natural no 25 de abril em ambiente de festa, a levarem cacetada até conseguirem fugir. Eu próprio fui agredido ao som de "filho da puta comuna de merda". Não houve qualquer tipo de aviso antes da carga.

Francisco Ferreira disse...

Ok, já percebi que vais salvar o mundo e deves tocar viola para as miúdas gostarem de ti pelo teu "interior" e não pela tua força e caracter. A parte das crianças a dançarem na rua está mesmo engraçada. Está tão delico-doce que quase que chorei...

O dia da liberdade é isso mesmo, tanto EU como TU temos direito a opinião.

Parabéns, pelas minhas contas (espero que saibas fazer contas e supondo que declaras tudo o que ganhas) tu ganhas aproximadamente 6246 euros, para descontares no mínimo o meu ordenado. Muitos parabéns mesmo. De certeza que deves trabalhar para algum banco, meu grande porco capitalista. :-)))
Eu trabalho numa fábrica por turnos, por isso tem cuidado quando vieres com conversas que trabalhas muito e no duro e tal...

Falando em ambiente, a fábrica onde eu trabalho produz algumas centenas de toneladas de biodiesel por dia, por isso, acho que já fiz mais pelo ambiente num ano do que tu farás a tua vida toda.

Em principio se estivesse a sair de uma loja nessa altura, afastava-me, porque não gosto de ser visto com aquele tipo de gente, mas a sério, não é nada de pessoal, é mesmo opção de vida.


P.S.- Alexandre, desculpa lá criar algumas tensões no teu blog. Não é propositado, e compreendo se quiseres que eu deixe de comentar os teus posts.

alexandre disse...

Francisco, tas-te a passar? Es sempre bem-vindo aqui no lutas livres, toda a gente e' bem vinda, todas as palavras, todas as ideias.
A unica manif que assisti nos EUA foi contra a guerra no Iraque. Aquilo tinha mais policias que manifestantes, em motas (triciclos) do tipo Harley Davidson.
Essa manif tinha gente idosa e gente adolescente ou na casa dos 20. Tb la havia juventude de mascara com bandeiras vermelhas e pretas.
Eles todos gritavam ao som de batucada e apitos: this is what democracy looks like!!
Eu digo o mesmo deste blog, falar, dialogar, debater, isso sim ajuda a aceitar o pluralismo, as ideias opostas, a diferenca, ajuda a humanizar a diferenca.
A partir do momento em que consideras um ser diferente como sendo humano, nao consegues enfia-lo numa camara de gas.
Por isso falem, desculpem nao ter escrito mais ultimamente, mas tenho andado cheio de trabalho, mas com a cabeca a fervilhar.

Francisco Ferreira disse...

Ok.
É por saber que pensas assim que sempre nos demos bem. :-)
Como já disse várias vezes e parafraseando Voltaire:
"Posso não concordar em nada contigo, mas vou lutar até à morte para que o possas dizer."

P.S.- Quando tiveres tempo, manda um mail para saber o que andas a fazer e eu contar as novidades.
um abraço.

ffc.ferreira@gmail.com

Paulo .. disse...

só uma correcção a esse texto que dizes ter recebido, um depoimento de uma rapariga que diz que dois colegas dela tiveram de receber tratamento hospitalar...,mentira !!e digo com toda a certeza, apenas um foi ao hospital de sao josé a fim de efectuar rx devido a um braço, confirmando-se nao estar partido apenas durido, o outro foi assistido na divisao da policia por pequenas feridas, daquelas que tratamos em casa com dois pensos rapidos...
segundo: nao percebo como um grupo de individuos que se auto proclamam defensores da liberdade e vao para uma manifestaçao com veryligths e barras de ferro??!!!estranho no minimo nao é??!!