quinta-feira, dezembro 21, 2006

Ode anti-leite

Um dia vi um homem de barba rija a beber leite mimosa meio gordo durante o almoço na cantina do IST. Para se comer na cantina do IST já é necessária alguma fibra de coragem e heroicidade. Mas o leite inspirou-me. Inspirado comecei a beber um copo de leite às refeições para me dar mais juventude e força que ninguém pode parar. Se consigo beber mais de um litro de vinho durante um qualquer jantar a qualquer altura do ano, bem me aguento com um copo de leitinho repleto de riqueza proteica e nutritiva, pensava. Verdade seja dita, poucos dias duraram com tal regime alimentar até eu ter ido, logo depois de comer as entradas durante um jantar, a correr para o WC para cantar o belo canto Gregoriano. No almoço já tinha tido uma pequena má disposição, pensei na altura que tinha sido do café, ulceroso e agressivo, mas não, era o leite a preparar-se para a batalha contra o meu sistema digestivo. Ganhou o leite, perdi a sopa, o pão do jantar e o apetite durante o resto da noite.
Beber leite é d'homem, e eu ainda tenho de comer muito feijão e beber muito vinho tinto para ter o cabedal de combate necessário para o consumo dessa bebida.
Mas agora percebo os da minha terra, metiam os meninos a beber vinho com pão duro do dia anterior e faziam os grandes homens de Portugal, preparavam-nos para as agruras da vida. Foi assim que se formou o Nojeira Salazar, segundo José Hermano Saraiva o maior estadista de portugal depois de D. Afonso Henriques, com vinho a martelo cheio de metanol e ácido acético. Na verdade já não se fazem homens como antigamente. O tracto digestivo de Salazar até arsénio digeria e neutralizava sem problemas.Todo o seu corpo devia ser intestino, o intestino comeu-lhe a consciência, a piedade, a sexualidade. Nunca teve filhos...

Natal em Almeirim

segunda-feira, dezembro 18, 2006

sexta-feira, dezembro 15, 2006

Mais um pouco de Identidade

Sopinha no Grupo de Teatro do IST em Lisboa


Aqui.
Se quem lê isto se encontra em Lisboa no dia 15 de Dezembro e pelo menos um pouco antes das 21h30min, considere o seguinte:

Performances, música, leituras, descobertas.

E isto pode ser feito por ti, recitar o poema entalado na garganta, o "gingle" que repetes sempre para ti e pensas que seria um sucesso se tivesses a oportunidade de cantar para mais gente, a performance que te faz comunicar como as palavras nunca permitem, ou simplesmente um presente com simplicidade de gestos e palavras que queres partilhar com outros.
Vai ao Grupo de Teatro do Instituto Superior Técnico, Avenida Rovisco Pais Lisboa (não tem nada qu'enganar). Entras pelo lado da Alameda Afonso Henriques e perguntas pela Secção de Folhas, se não encontras uma pessoa para perguntar, vai para o lado do campo de Tenis, e procura por música e alegria.
Vai, vale a pena. Diz-me depois como foi.

quinta-feira, dezembro 14, 2006

Portugal e Brasil

Hoje eu e a Inês descíamos num elevador a conversar em português com outras pessoas presentes. Uma delas era um rapaz que olhava para a gente, acabando por perguntar depois de se introduzir na conversa em Inglês que Língua a gente falava. O rapaz era Brasileiro. Ele pensava que estávamos a falar Francês, mas estava incerto. Depois vim com a conversa do costume, em Portugal a tv exibe novelas e a cultura de Portugal nunca chegou bem a penetrar na cultura popular brasileira, etc...
Por isso, em Portugal percebe-se os brasileiros, mas o oposto no Brasil raramente acontece.

segunda-feira, dezembro 11, 2006

Pinochet: um fantoche com muitos cordeis de controlo vindos de fora do Chile

Retirado do site da RTP, mais precisamente aqui. O texto integral é muito bom, vale a pena, nada parcial, mesmo. Aqui vai uma amostra:


A Augusto José Ramón Pinochet Ugarte custou-lhe ingressar na vida militar. A primeira vez que tentou inscrever-se na Escola de Infantaria, rejeitaram-no pela tenra idade; a segunda, disseram-lhe que não cumpria os requisitos.

Só à terceira, a força de carácter daquele jovem de 17 anos, nascido em Valparaíso (cidade portuária, 140 quilómetros a Noroeste de Santiago) a 25 de Novembro de 1915, o mais velho dos seis filhos de Augusto Pinochet Vera e Avelina Ugarte Martínez, conseguiu convencer os responsáveis da Escola de que poderia dar um bom militar.

Segundo o próprio general, um episódio da infância transformou- o num fervoroso católico. Atropelado por um automóvel, esteve quase a perder a perna esquerda que os médicos chegaram a pensar amputar do joelho para baixo.

A mãe rezou por um milagre e, aceitando o conselho de um médico alemão para expor a perna do filho ao Sol, conseguiu evitar que o seu primogénito se transformasse num inválido.

Tal não aconteceu e Pinochet pôde seguir a sua carreira militar, casar em 1943 (com Lucía Hiriart) e constituir família: tem cinco filhos.

Apesar da fé católica, o general Pinochet não teve complacência com os seus inimigos em 1973.

Não só no dia do golpe, com o bombardeio do palácio presidencial de La Moneda, a morte de Salvador Allende (que se suicidou para não morrer à mão dos golpistas) e as detenções de milhares de pessoas, mas nas semanas, meses, anos posteriores, onde a ditadura usou de todos os meios para depurar a sociedade chilena de qualquer pensamento de esquerda.

Admirador do ditador espanhol Francisco Franco, Pinochet, líder da Junta Militar de Governo e Presidente do Chile a partir de 17 de Dezembro de 1974, usou de mão dura no Governo do país.

Segundo a Comissão de Verdade e Reconciliação, conhecida por Comissão Rettig, a ditadura matou 2.095 pessoas, enquanto 1.102 foram consideradas "detidas desaparecidas" (calcula-se que tenham sido mortas pela polícia ou militares, mas cujos restos mortais continuam em paradeiro incerto). Muitos milhares abandonaram o país como puderam em direcção ao exílio.

A ditadura estendeu mesmo os seus tentáculos para lá das fronteiras chilenas.

A "Operação Condor" envolveu os serviços de segurança dos países do Sul da América (Argentina, Brasil, Chile, Paraguai, Bolívia) numa cooperação para perseguir e prender os seus opositores políticos. A ideia partiu de Manuel Contreras, o chefe da DINA, a polícia política chilena.

A DINA que conseguiu assassinar o ex-ministro dos Negócios Estrangeiros de Allende, Orlando Letelier, junto com a secretária, num atentado em Washington; e o antecessor de Pinochet como chefe do Estado-Maior das Forças Armadas, general Carlos Prats, em Buenos Aires.

Entregando o manejo da economia aos denominados "Chicago Boys", tecnocratas ultraliberais formados na Universidade de Chicago e influenciados por Milton Friedman, Pinochet guardava para si o resto.

Ilegalizou os partidos políticos, dissolveu o Congresso, impôs o recolher obrigatório por mais de uma década.

O facto de se vangloriar do poder absoluto de que gozava ("No Chile, não se move uma folha sem que eu saiba"), acabaria mais tarde por se voltar contra ele, ao permitir que fosse acusado (apesar de se desculpar que não sabia) da autoria moral de crimes como os da "Caravana da Morte" - em Outubro de 1973, um grupo de oficiais percorreu os vários campos de detenção executando opositores com o saldo de 75 mortos.

domingo, dezembro 10, 2006

Ai a Performance Fresquinha!!!


AVISO: Atenção, atenção! Cheira a coração frito! Este cheiro revolve-me as tripas. Onde foi parar o meu coração? Onde está? Sabes? Queres proteger o teu coração para sempre? De quê? Para quê?


Não podes proteger o teu coração, não podes proteger-te, não podes proteger, não podes nada, não podes. Sabes porque? Porque o teu coração já está frito, sem sair do teu peito o teu coração já está frito…não me perguntes quem o fritou, isso, eu não sei.



Performance Dezembro Gtist. 13,e14 Dezembro 2006 às 21.30hSala de teatro do GTIST, Secção de Folhas da AEIST, Instituto Superior Técnico.


Reservas: 91 942 7444 ou 91 794 26 64

Mais aqui.

Identidade

segunda-feira, dezembro 04, 2006

Divulgar é preciso

As Folhas

Morte Maldita

Pinochet matou, torturou, perseguiu, oprimiu, jurou perante a bandeira do Chile defender a Democracia que derrubou. Foi apoiado pelo Presidente Nixon, aplaudido e laureado pela PM Margaret Thatcher, perdoado pelo Vaticano. Agora encontra-se doente, certas vezes pior, outras melhor, nem quero saber, estou-me a borrifar para isso. Nada desejo a esse senhor, nem mal nem bem, talvez que viva estes dias de velhice com a felicidade e conforto que retirou a milhares de Chilenos. Desejar-lhe mal seria ser igual aos da laia dele. O golpe militar foi estrutural e Pinochet foi o fantoche da carnificina.

sexta-feira, dezembro 01, 2006

Mais uma coisa boa que o meu pai me mostrou quando eu era pequenita.

Supreme Court Appears, As Expected, Divided on Clean Air Act Case

Wrote the Post: "But they faced a court sometimes skeptical about whether
the remedy they seek would make much difference in the long run, and
whether they can even show they are facing the kind of imminent harm that
is required before they can press their case." At one point, Justice
Antonin Scalia asked: "I mean, when is the predicted cataclysm?

The L.A. Times said that Roberts "has made clear that he does not want the
court to decide lawsuits that pose a general disagreement with a government
policy. In his view, a motorist who has been struck by another car can sue
the other driver for compensation, but a citizen who disagrees with the
Iraq war cannot sue the government to demand an end to it."